WhatsApp: relatório especializado aponta falhas na política de privacidade do app

whatsapp-relatorio-especializado-aponta-falhas-na-politica-de-privacidade-do-app

Como se sabe, toda empresa que oferece um serviço ou produto online, precisa ter uma política de privacidade bem esclarecida para que as pessoas possam saber exatamente como aquela marca pensa e trabalha, não é mesmo? Pois é, e nesse quesito, o WhatsApp não foi bem avaliado. Olha só!

A Electronic Frontier Foundation (EFF) é uma ONG norte-americana que luta pelo direito à privacidade na internet, e todo ano ela publica o documento chamado: “Who has your back?” (‘Quem defende sua retaguarda?’), que avalia empresas de internet e telecomunicações de acordo com alguns critérios:

O que as companhias precisam garantir aos seus usuários

1- Conteúdo das comunicações

2- Avisar os usuários sobre solicitações de governo para enviar dados pessoais

3- Publicar relatórios de transparência,

4 – Publicar relatórios sobre planos que atendem requerimentos legais

5- Ser transparente sobre a frequência com que bloqueia ou remove conteúdos em benefício de governos

6 – E se opor ao monitoramento em massa, ou seja, aquelas à brechas que expõe  os dados de usuários na internet.

E olha só que legal, para as empresas que cumprem tudo certo como manda o figurino, elas recebem uma estrelinha por cada item oferecido. 😉

Agora veja as falhas do Whats apontadas pelo relatório

1- O WhatsApp não solicita publicamente uma garantia, antes de fornecer conteúdo [de usuários] quando questionado na justiça. WhatsApp não publica relatórios de transparência ou um guia de pedidos judiciais.

2 –  O aplicativo não promete fornecer aos usuários informações sobre solicitações de dados pessoais feitas por governos.

3 –  Ele também não publica informações sobre sua política de retenção de dados, incluindo o registro de endereços de IP ou de conteúdo deletado.

A boa notícia é que grandes empresas como a Apple, Dropbox e Yahoo receberam notas máximas em relação à política de privacidade. Agora, o pessoal do WhatsApp tem que correr pra arrumar essas questões e ficar bem no relatório do próximo ano com todas as estrelinhas, né?

E você, o que pensa da política de privacidade das empresas? Conta pra mim!