VK.com: o Orkut russo que promete fazer sucesso no Brasil

vkcom-o-orkut-russo

Gente, descobri que começou um movimento muito curioso em busca do sucessor do Orkut. Sim, como disse outro dia, em setembro aquela que já foi uma das maiores redes sociais do Brasil vai parar de funcionar.

E quem é fã do antigo sistema de comunidades já saiu em busca de um substituto à altura. Parece que ao gosto popular, nem Google+ ou Facebook passaram no teste com seus grupos e os olhos estão atentos para a rede social russa VKontakte, ou VK.com.

Os brasileiros por lá são ainda “poucos”, pouco mais de 340 mil, segundo a própria rede. Mas a tendência é crescer bastante, já que a quantidade de buscas por “vk” ou “vk.com” no Google disparou nas últimas semanas.

Mas o que o segundo maior site da Rússia (260 milhões de usuários) tem de tão bom? Na verdade, minha opinião aqui é que ele tem um charme suavemente retrô e por isso tem atraído os fãs de grupos e comunidades ao estilo das que fizeram sucesso no início dos anos 2000, era de ouro do Orkut.

Aliás, o próprio visual da rede, que não tem um foco tão grande na timeline geral (como o Newsfeed do Facebook) lembra um pouco o começo deste tipo de rede social, onde a grande dica era navegar por dentro das comunidades, e não ficar parado esperando as notícias serem atualizadas automaticamente.

O espaço oferece ainda música, games e aplicativos, como em outras iniciativas do gênero. Seu charme, por enquanto, fica mesmo pela pegada mais “antiguinha” e pela pouca quantidade de usuários que, assim, permitem uma leitura mais tranquila dos assuntos de seu interesse.

Agora, eu pergunto: você acha que a vk.com vai pegar aqui no Brasil?