Smart TVs: qual a diferença entre OLED e QLED?

Oi, gente! Hoje eu vou falar pra vocês sobre duas tecnologias bastante diferentes pra quando você for comprar uma TV. Eu tenho certeza que você já ouviu falar das TVs OLED, da LG e da Sony, com “preto profundo”, né? E por outro lado, também já ouviu falar da QLED TV, a televisão premium da Samsung com a tecnologia de Pontos Quânticos. Mas você sabe a diferença entre essas duas tecnologias? Vem comigo que eu te explico!

OLED ou QLED: qual tem uma imagem melhor?

A primeira coisa que eu preciso te dizer é: QLED é o nome da marca da TV da Samsung e a TV deles usa a tecnologia de Pontos Quânticos. É que no caso da LG, a TV premium deles se chama OLED TV, e  a tecnologia presente realmente é OLED e a diferença do “O” pro “Q” pode confundir bastante gente.

A diferença técnica entre as duas televisões é a seguinte: o OLED é um painel de LED com pontos orgânicos na tela, enquanto a QLED tem nanocristais não-orgânicos. 

Na prática, essas são as diferenças: as telas OLEDs trazem o “preto profundo”, já que cada pontinho da TV é independente e eles conseguem “apagar” pra formar o preto mesmo. Isso significa que em cenas escuras de séries e filmes você consegue ver muito melhor o que está acontecendo.

Já na TV de Pontos Quânticos, apesar de não ser tão efetiva com esse preto profundo, a Samsung diz usar um painel RGB (com as três cores primárias: vermelho, verde e azul) que consegue trazer um volume de cor de 100%, já que dependendo do modelo da QLED consegue atingir 2.000 nits, o dobro de uma OLED.

Calma, falei complicado demais, né? Simplificando de novo a tecnologia de Pontos Quânticos: de maneira geral, a tela da QLED traz cores mais vivas e mais reais: então vermelho é vermelho, vinho é vinho, escarlate é escarlate e por aí vai.

Outra coisa muito bacana da QLED é que a Samsung dá 10 anos de garantia contra burn-in, que é quando a TV fica com aquelas marcas fantasmas na tela. Essa garantia absurda é porque como o painel da TV é de partículas não-orgânicas, elas desgastam muito menos com o tempo.

O OLED, por ser um painel orgânico, acaba desgastando mais rápido, ou seja, com o passar dos anos, o volume de cor da TV vai ser menor e podendo gerar burn-in na tela, mas claro, isso não é uma coisa que vai acontecer em 5 anos e talvez nunca aconteça.

Ambas as TVs impressionam à primeira vista e escolhendo qualquer uma delas você sairia mais do que feliz. Olha a QLED TV aqui e a OLED TV aqui.

Agora que você já sabe a diferença dos painéis, me diz, qual você escolheria? Deixa o seu comentário aqui embaixo!