Saiba o que o futuro nos reserva: transmissões 8K

Eu estava impressionada com a qualidade da transmissão 4K, até descobrir que os japoneses já testaram e pensam em viabilizar a transmissão em 8K comercialmente em breve. Uau! Imagine o nível de detalhes…

Testada pela primeira vez no Japão no início de 2012 pela NHK, a emissora pública de televisão do país,  a transmissão de sinal 8K (7680×4320) provou-se bem sucedida a uma distância de 4,3km, usando frequências UHF. Embora tenha dado certo, a distância ainda não era suficiente para tornar viável a tecnologia. Mas, em testes mais recentes, conseguiram transmitir 8K a partir de Hitoyoshi, Kumamoto, no sul do Japão, até uma estação receptora a 27km de distância – e o melhor de tudo: sem nenhuma perda de sinal! Ou seja, a 8K já garantiu seu lugar como próxima tecnologia de imagem. É de perder o fôlego, né?

Como a indústria não marca bobeira, já existem grandes fabricantes trabalhando em TVs que acompanham essa incrível resolução de imagem – a Sharp apresentou um modelo esse ano na CES, mas só para impressionar os visitantes do stand, já que ainda não existe conteúdo para isso. Em compensação, a câmera compacta que filma em 8K  está longe de ter o mesmo significado de “compacta” que nós imaginamos: pesa dois quilos!

Uma boa aposta é que os serviços de provedores de Internet vão ter que melhorar bastante a oferta de banda larga para acomodar esses conteúdos de alta qualidade que serão oferecidos em um futuro bem próximo. Isso vai ser ótimo para todo mundo, não acha? Afinal, quem não quer uma Internet ainda mais veloz em casa? Vai ser bem interessante navegar na rede assim…

Mas pode continuar sonhando com a 4K como próxima aquisição: a tecnologia 8K levará pelo menos uns 10 anos para chegar ao mercado, viu? Pelo menos essa é a previsão da NHK para que seus telespectadores vejam a mudança.

E você, o que acha das novas tecnologias de transmissão? Comente aqui!