Robôs no Google: que mistério é esse?

Gente, como a economia digital é incrível, né? As empresas, mesmo aquelas que estão na liderança de seu mercado, muitas vezes se reinventam por completo! Por exemplo, você lembra quando o Google era apenas uma ferramenta de busca?

Pois é… O tempo passou e hoje a gigante de Moutain View já colocou no ar serviços, soluções de hospedagem em nuvem, algumas redes sociais, o YouTube e centenas de outras ideias que já entraram para a nossa vida. Sabe qual é sua próxima aventura no mundo da inovação? Os robôs! Vem com a Lu, pra você ficar sabendo de tudo!

Existe uma divisão na empresa chamada “Google X”. Tudo o que acontece lá dentro é secreto. Mesmo com tanto segredo e com todo mundo ficando super curioso para saber o que está rolando por lá, algumas pistas no mercado vão sendo dadas e já podemos ficar de olho nelas, como por exemplo: a aquisição de empresas do ramo da robótica. Nos últimos dois meses, nada menos do que oito organizações foram adquiridas pelo Google. As maiores. As melhores.

Outro dia mesmo falei sobre a Boston Dynamics, vocês viram? Uma das aquisições que mais fizeram barulho na imprensa, pois a empresa sempre teve lucrativos contratos com o governo, desenvolvendo para ele a próxima safra de robôs militares, como Atlas, BigDog, Wild Cat e a Cheetah, o robô mais rápido do mundo!

schaft
Acontece que existem outros integrantes recém-adquiridos pela divisão Google X que também são capazes de feitos incríveis. A Schaft Inc., por exemplo, começou como uma equipe de estudantes japoneses e hoje já é famosa do ramo, tendo vencido recentemente um concurso na DARPA (a agência de pesquisa militares americana), com um robô capaz de subir escadas e caminhar em terrenos irregulares. Legal, né?

Outro destaque é a Industrial Perception, que desenvolveu um sistema de visão 3D que possibilita que os robôs sejam capazes de identificar e rearrumar objetos em um ambiente. Ou ainda a Holomini, empresa quase secreta, criadora de um sistema de rodas de alta tecnologia. Recentemente eles compraram também a Deepmind, empresa de inteligência artificial que emprega mais de 75 engenheiros e pesquisadores. Gente, eu acho tudo isso incrível!

A grande questão é que, sendo o Google X uma “caixa preta”, qual seria o objetivo de tantas aquisições? Muitos especulam que a ideia não é exatamente criar um super robô, mas melhorar os sistemas atuais (busca, compras etc) através da utilização de melhor inteligência artificial. Até que a notícia se espalhe, nos resta esperar.

Mas, soltando a imaginação, em que você acha que o Google vai utilizar todos esses robôs?