Morador de rua aprende a programar e cria seu primeiro aplicativo

Que tal começar 2014 com uma história incrível sobre motivação e amor ao próximo, hein? Então, vem com a Lu pra conhecer uma incrível!

Leo Grand era um funcionário de uma empresa de saúde, até perder seu emprego, seu apartamento e ter que morar na rua. Essa história poderia terminar não muito bem, como muitas que, infelizmente, ainda acontecem. Mas, Leo teve a sorte de encontrar com Patrick McConlogue, um programador sonhador que fez a ele uma proposta: ou ele receberia U$ 100 na hora ou teria aulas de programação.

Leo escolheu a segunda alternativa e o que aconteceu depois foi incrível. Patrick comprou alguns livros, um celular e um notebook para Leo começar a praticar as aulas e durante 16 semanas encontrou com ele por uma hora. O resultado?

Uma verdadeira corrente do bem. A história começou a se espalhar no Facebook e Leo recebeu doações das mais variadas, de cobertores a um sistema de proteção para seu notebook, doado por um militar. Não pensem que a jornada foi fácil, Leo foi preso e teve seu equipamento apreendido e só seguiu em sua preparação porque um executivo do Google soube da história por um programa de TV e doou um novo notebook.

Calma, que tem mais. Leo já criou seu primeiro aplicativo, o treesforcars.com, que promove caronas solidárias e até calcula a quantidade de CO2 que você deixou de emitir. É ou não é inspirador?

Agora, tem um detalhe: o Leo Grand ainda precisa de ajuda. Então, uma boa alternativa é comprar o aplicativo, disponível tanto para iOS quanto Android e seguir o projeto em sua página no Facebook!

É ou não é uma forma diferente de começar o ano? E você? Já ajudou alguém a superar seus obstáculos? Comente!