Empresas já estão começando a investir em tecnologia para patinetes autônomos! Vem saber tudo sobre a novidade!

Oi gente! Os patinetes elétricos estão, aos poucos, começando a fazer parte da vida da população em todo o mundo. Vários países já contam com serviços de aluguel de patinete e muitas pessoas já tão começando a investir em modelos próprios pra se locomover com mais facilidade.

Mas o que você acha que um patinete que é capaz de andar sozinho?

Os patinetes autônomos

É isso mesmo, algumas empresas já estão começando a se unir para começar a investir nesse tipo de tecnologia. A ideia é de diminuir custos e até facilitar o uso desses patinetes. Primeiro porque as operadoras sempre precisam enviar funcionários pra ficar mudando os patinetes de lugar, leva-los onde tem mais demanda ou até para estações de recarga.

Então patinetes autônomos poderiam fazer isso sozinhos, ou no máximo sendo controlado de longe. Já ajuda né? Segundo a Uber, o dinheiro gasto pra colocar essa tecnologia nos patinetes valem a pena se comparados com os custos da operação com funcionários.

Segundo que também ia facilitar pra quem usa. Já pensou precisar de um patinete e chamar para que ele venha até você ao invés de ter que andar até ele? Muito legal, né?

O futuro é agora

Como os patinetes são veículos mais leves e lentos, esse processo de automatizar é bem mais simples do que com carros. Uma fabricante de patinetes elétricos chamada Segway-Ninebot até já anunciou um modelo autônomo, dá só uma olhadinha:

Matt Brezina, um investidor que já fundou algumas startups que têm a ver com veículos autônomos, diz que o caminho não é fácil, mas possível. Ele diz que nos primeiros anos pode ser que as empresas sofram com questões de vandalismo, críticas e até roubos, mas que com o tempo isso vai ser normal.

Como há alguns anos que não era normal sacar um telefone de bolso no meio da rua, sabe? Então, pode ser que um dia seja mesmo normal andar na rua e ver um patinete andando sozinho ao seu lado. Muito interessante né?

E você, o que acha da ideia? Acha que vai dar certo? Me conta aí que eu quero saber 😉