Conheça o Dot, o smartwatch que “fala” em braille

conheca-o-dot-o-smartwatch-que-fala-em-braille

Gente, eu adoro vir aqui no blog pra falar de coisas inovadoras e, principalmente úteis! Como se sabe, a tecnologia vem crescendo, e todos os dias  surgem novos recursos para tornar a vida das pessoas mais fácil. E, uma das possibilidades é que esses recursos sejam utilizados para melhorar a inclusão social.

Tanto é verdade, que a Dot, uma startup sul-coreana, acredita que pode beneficiar os deficientes visuais com a tecnologia de seus relógios inteligentes. Na aparência, o aparelho se parece com um smartwatch tradicional, mas ele é o primeiro dispositivo em braille do mundo. Arrasou, hein?

Olha só que interessante, o smartwatch que também ganhou o nome de Dot possui um painel com 24 pinos que “exibem” até quatro caracteres por vez, só que tudo em braille. Esses pinos sobem e descem para formar novas palavras assim que a pessoa confere as informações. Dá até pra ler documentos no desktop ou e-mails recebidos no smartphone, por exemplo. A conexão entre os dispositivos é via Bluetooth 4.0 ou USB. Legal, né?

conheca-o-dot-o-smartwatch-que-fala-em-braille-2

Ah! Outra coisa, dá pra configurar a velocidade de atualização do painel de pinos, assim a pessoa pode ajustar na medida em que se acostuma com o gadget, tornando, a leitura de e-books mais prática e confortável. E tem mais, além da leitura, ele tem a função de alarme, GPS e recurso de notificações. E não para por aí, o aparelho também vibra ao receber notificações, além de, é claro, ser possível consultar as horas nele. 😉

E tem mais um detalhe, os desenvolvedores da Dot prometeram que o dispositivo pode aguentar até 10 horas de uso constante depois de uma carga completa. Na média, os usuários terão que recarregar o relógio a cada 5 dias. Demais!

O gadget  foi criado para ser acessível, enquanto um leitor portátil de braille pode custar mais de 2 mil dólares (cerca de 6.900 reais), o smartwatch não deverá custar mais do que 300 dólares (aproximadamente 1.000 reais).  Bom, né?

Mas, pelo que andei lendo, para o projeto seguir a diante, a startup precisa conseguir um investimento de 1 milhão de dólares até o final deste mês. E só assim, conseguiriam iniciar as vendas até no final do ano.

E aí, me conta, o que achou da criação desse relógio inteligente em braile?