Aplicativo e-título vai permitir que você registre suas digitais pelo próprio celular!

Oi gente! Olha só que legal, o Tribunal Superior de Justiça (TSE) vai começar a implementar uma nova forma pra ajudar o pessoal que ainda não validou suas digitais no Programa de Identificação Biométrica da Justiça Eleitoral. E vai ser através do próprio smartphone! Bem legal, né?

Vem que eu te explico mais como isso vai acontecer!

O programa de identificação biométrica

É gente, desde 2007 esse programa começou a valer para coletar as impressões digitais dos eleitores e facilitar na hora da identificação. Desde esse ano até hoje o TSE vai aproveitando das ocasiões em que os eleitores precisam comparecer aos Tribunais Regionais Eleitorais para ir realizando essas coletas.

Até hoje, 70,9% dos eleitores já registraram suas impressões digitais, e isso significa mais ou menos 103 milhões de pessoas, mas eles querem que todo mundo já tenha feito isso até as eleições de 2022.

Fazendo a identificação no próprio celular

E pra cumprir essa meta, o TSE já anunciou que a partir do ano que vem eles vão começar a disponibilizar um recurso no aplicativo e-título para que você possa fazer a coleta da sua impressão digital por ele! Bem legal né? Nem precisa ir lá, basta abrir o aplicativo e fornecer os dados para fazer a coleta.

Além disso, o próprio aplicativo já ajuda bastante na hora de ficar atento nas eleições. Com ele dá pra você usar a versão eletrônica do título, dá pra ver o local onde vai votar, e até pra ficar por dentro de informações sobre os candidatos e emitir certidões de quitação eleitoral e de “ficha limpa”.

Muito bom! Dá pra fazer download dele para Android clicando aqui ou para iOS clicando aqui.

Voto ainda é presencial!

Apesar dessa nova medida, o juiz-auxiliar da presidência do TSE, Ricardo Fioreze, disse que embora eles queiram deixar o aplicativo cada vez mais completo, ele nunca vai substituir a necessidade de uma votação presencial.

Isso porque eles precisam garantir que todo eleitor tenha o direito de votar de forma sigilosa e sem ser coagido a nada. Muito mais seguro, né?

E aí, o que achou dessa novidade? Marca aí o pessoal que ainda não cadastrou a impressão digital pra votar! 😉